Internado em um dos leitos do Hospital da Criança após ser baleado na cabeça, o pequeno Adrian Levi Silva Santiago, de 1 ano e 8 meses, precisa de lenços umedecidos e fraldas descartáveis. A mãe dele, Larissa Lima Silva, diz não ter dinheiro para comprar os produtos e pede doações.

Na noite de 7 de setembro, Adrian foi baleado quando estava com o tio no Conjunto Cabreúva, em Rio Branco.

A criança passou duas semanas internada na UTI e foi para o leito na quinta-feira (21). No mesmo dia, a tia do garoto Hellen Rocha denunciou oesquecimento de um cateter dentro do bebê durante um procedimento cirúrgico.

Em conversa com o G1 no sábado (30), Larissa contou que Adrian se movimenta e interage com a família. Apesar disso, não há previsão para o bebê sair do hospital.

Preocupada com a falta dos produtos, Larissa resolveu pedir ajuda para o filho. Ela conta que o bebê usa fralda do tamanho G.

“Estou recebendo da minha igreja, mas não está dando. As pessoas são carentes, minha mãe não tem como comprar, não estou trabalhando e nem recebendo nada. Não tem como comprar para ele”, explicou.

A mãe falou ainda sobre o estado de saúde do filho. Segundo Larissa, Adrian perdeu uma parte do cérebro devido ao tiro. A jovem diz que o filho a reconheceu e não chora quando ela está por perto.

“A médica disse que vamos perceber como ele vai se comportar com o tempo. Mas, para mim, ele está normal. Ele me conhece, não fala, mas vejo que me reconhece. Não chora quando estou perto”, ressaltou.

Fonte: G1