A Prefeitura de Belém informou nesta segunda-feira (2) que as obras de proteção na orla de Mosqueiro estão começando pelas praias do Marahu e Paraíso. A população do balneário, localizado a 72 km de Belém, vem sofrendo com os processos de erosão provocados pela ação da maré alta.

O morador e comerciante da ilha, Gilberto Nascimento, lembrou que a praia do Marahu já sofre com o problema há mais de 15 anos. “A ação da maré tem sido cada vez mais forte e derruba tudo. Eu e muitos moradores já tivemos que recuar e reconstruir estabelecimentos e casas”, afirmou.

Segundo a Prefeitura de Belém, um muro de arrimo com extensão de aproximadamente 2,5 km deve contemplar outras oito praias: Ariramba; Areião; Baia do Sol; Chapéu Virado; Murubira; Praia Grande e Porto Arthur. A obra tem valor total de R$23.188.260,57 e tem previsão de seis meses para ser concluída.

De acordo com representante da construtora responsável pela obra, a etapa no Marahu deve durar três meses. Segundo ele, a maior parte do muro fica enterrada para suportar a força das águas.

A Prefeitura disse que o canteiro de obras no Marahu conta com cerca de 30 pessoas trabalhando na fundação do muro. “O muro foi calculado para segurar a força da maré. Na fundação, estão sendo instaladas 200 estacas a uma profundidade de dez metros cada”, explicou o diretor de Obras Civis da Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), Reinaldo Leite.

Ainda segundo o diretor, o intuito da prefeitura é que o entorno do muro contenha calçadas, drenagem, rampas e escadas de acesso. “A Prefeitura complementará a obra com a urbanização da orla, o que inclui novos passeis públicos, com acessibilidade para pessoas com deficiência e estacionamentos. A orla também ganhará nova iluminação e paisagismo”, detalha.

Fonte: G1