A Polícia Federal, com apoio da Marinha do Brasil, apreendeu aproximadamente 600 quilos de cocaína entre os municípios Afuá e Chaves, localizados na Ilha do Marajó. A apreensão ocorreu na noite da segunda-feira (3), segundo informações divulgadas nesta terça-feira. Quatro pessoas foram presas em flagrante e duas embarcações foram apreendidas, uma que prestava apoio e a outra que transportava a droga.

Segundo as investigações, o entorpecente tinha como origem provável o Suriname e destino a cidade de Belém. Os presos e a droga estão sendo transportados pela Marinha e por policiais federais para Belém.

A previsão de chegada à capital é a manhã de quinta-feira (6). Os presos serão apresentados na Superintendência da Polícia Federal no Pará para a lavratura dos procedimentos necessários.

O Comando do 4º Distrito Naval informou que a operação nos rios do Pará e Amapá, que culminou nessa apreensão, durou 15 dias e foi deflagrada no final do mês de agosto. Ela é decorrente da cooperação e troca de informações entre órgãos de inteligência nacionais e estrangeiros e, no total, participaram da operação mais de 60 militares, dentre eles fuzileiros navais do 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas com cães farejadores, além de quatro policiais federais.

No dia 26 de agosto, uma tonelada e meia de cocaína também foi apreendida no município de Barcarena, nordeste do Pará. A droga pode valer R$ 150 milhões no mercado europeu, disse a Polícia federal.

Ainda de acordo com a PF, essa carga foi a maior já apreendida no Pará. A cocaína, em sua forma mais pura, tinha como destino países da Europa.

Fonte: G1