Centenas de eleitores procuraram o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) nesta terça-feira (6) para resolver pendências eleitorais e fazer o cadastro biométrico. TRE-AM irá suspender o cadastramento biométrico de 7 de junho a 15 de setembro. A medida visa otimizar a realização da eleição para governador, marcada para os dias 6 e 27 de agosto.

A pensionista Maria José Góes, de 48 anos, resolveu procurar o TRE-AM depois de várias tentativas da agendamento pelo site do tribunal.

“Toda quinta-feira quando eu ia agendar já mostrava que estava esgotado, fiquei tentando durante uns dois meses. Aí, hoje vim tentar direto aqui”, diz a eleitora, que na última eleição justificou o voto porque não estava em Manaus.

Quem também procurou a sede do tribunal para resolver pendências foi a universitária Gisele Alencar, de 31 anos. Ela conta que ano passado deixou para o último dia e não consegui fazer cadastro biométrico.

“Eu cheguei aqui e tinha que pagar uma taxa e não deu tempo. Como também não consegui marcar pelo site, vim aqui hoje”, explica.

Aqueles que não tiverem a biometria cadastrada não poderão votar neste pleito.

Thiago Marques, técnico judiciário do TRE ressalta que quem não conseguir sanar as pendências terá que pagar multa.

“A pessoa terá o título de eleitor cancelado e, quando reabrir o cadastro, vai precisar pagar R$ 3,51 por turno que deixou de votar. Estamos analisando para estender o atendimento hoje [terça] e amanhã para atender a todos”, afirma.

Fonte: G1