A última semana para o Corpo de Bombeiros foi corrida devido às chamadas de incêndios que precisaram ser atendidas. De acordo com os dados da corporação, do dia 29 até o último sábado (5), 311 ocorrências para a contenção de chamas foram atendidas somente em Rio Branco. A maioria das causas são de incêndios propositais.

Na noite de sexta-feira (4), 10 hectares de uma área verde no bairro Defesa Civil acabou sendo consumida pelas chamas. O fogo iniciou na parte da tarde, foi contido após duas horas e meia e pela noite as chamas acabaram voltando. O fogo ficou alto e mais uma vez uma guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada.

Ainda segundo informações do Corpo de Bombeiros, os próprios moradores podem ter ateado fogo no local. Casos como esse são cada vez mais comuns e é por isso que os órgão ambientais têm montado uma força-tarefa para que os moradores não queimem.

“A queimada é proibida, é ilegal, então, queimar é crime. Já que é crime, o Código Penal estabelece, no artigo 250, que aquela pessoa que queima bota em risco a vida de outra pessoa. Então, a pessoa está sujeito a multa ou a uma pena de três a seis anos de reclusão. Nós orientamos a todas as pessoas que possam ter sua responsabilidade”, destacou o secretário do Meio Ambiente, Aberson Carvalho.

Fonte: G1