carroApós quase 24 horas de sequestro, um comerciante de 42 anos foi resgatado na última segunda-feira (7) em Porto Velho. Ele só foi encontrado e o crime descoberto porque os suspeitos bateram o veículo em que praticavam o crime em um caminhão em frente à Delegacia Especializada de Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Um policial civil viu a batida e desconfiou da atitude suspeita, dois suspeitos fugiram, um foi preso, e a vítima encontrada amarrada no banco traseiro do veículo.

A vítima foi sequestrada na tarde de domingo (6) em frente à uma faculdade na Zona Sul da capital por três homens, que o renderam, o amarraram e roubaram seu carro. Ele foi obrigado a sacar dinheiro em vários bancos, inclusive do cartão da mãe, que está internada. Ao ser encontrado, o homem passou mal e precisou ser levado à um pronto-socorro, além de apresentar vários machucados pelo corpo após apanhar dos suspeitos.

De acordo com o policial José Tiarles, que prendeu um dos suspeitos, após baterem o carro, os outros suspeitos fugiram, foi quando ele pegou a viatura e capturou um deles.

O caso
A vítima disse para a Polícia Militar (PM) que estava em frente a uma faculdade quando foi abordada por três homens que o amarraram e o colocaram no banco de trás do seu próprio carro. O comerciante disse ainda que os suspeitos estavam armados e pediam dinheiro, o ameaçando de morte.

A vítima foi obrigada a fazer vários saques e compras pela cidade. Em dado momento, os suspeitos pediram para que o comerciante indicasse onde morava para que eles pudessem pegar objetos dentro da casa. Chegando ao local uma vizinha percebeu algo estranho e impediu a entrada deles. Os homens ficaram nervosos, saíram da casa correndo e ao entrarem na Avenida Amazonas, bateram em um caminhão. Após a batida eles abandonaram o carro e a vítima. Pouco depois o policial civil conseguiu deter um dos sequestradores.

O policial foi atrás dos suspeitos após a batida. “Quando eu voltei no pátio para pegar a viatura eu vi um deles correndo para um matagal e fui atrás dele, parei o carro, corri e consegui prendê-lo. Quando cheguei na delegacia, vi um homem amarrado e me contaram que ele era a vítima de um sequestro e estava muito abalada”, contou Tiarles.

Conforme o policial, a vítima estava machucada e precisou ser socorrida na Unidade Pronto Atendimento da Zona Leste da cidade. O suspeito foi entregue a PM que o encaminhou para a Central de Flagrantes.

O carro da vítima ficou na sede da Deaai, já que não havia guincho disponível para fazer a remoção. As vítimas que estavam no caminhão não tiveram ferimentos e foram orientados a registrar uma ocorrência na Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (DDET).

Fonte: G1