Entre agosto de 2016 e agosto de 2017, o macapaense pagou 11,25% a menos no valor dos produtos da cesta básica, de acordo com levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Feijão (-46,32%) e banana (-20,39%) puxaram as reduções.

O indicador foi divulgado no estudo mensal do departamento que levanta o desempenho dos preços de 13 itens que compõem a cesta básica. Somente entre julho e agosto desse ano, também houve queda nos preços em Macapá, com os produtos 1,61% mais em conta.

No período de um ano, 11 dos 13 itens ficaram mais baratos, com exceção da batata (não pesquisado) e do café, com 17,28% de alta. Além do feijão e da banana, ficaram mais baratos: carne, leite, arroz, farinha, tomate, pão, açúcar, óleo e manteiga.

A maior variação anual aconteceu em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde a cesta básica teve queda de 19,46% ao longo de 12 meses. Nenhum estado teve alta nesse período.

Em agosto, a cesta básica de Macapá foi a nona mais barata do Brasil e a que ficou mais em conta na Região Norte. Ainda de acordo com o Dieese, o macapaense trabalhou 84 horas e 26 minutos no mês somente para custear a cesta básica, que representou 41,72% do salário mínimo atual.

Fonte: G1