Há quatro dias quem estaciona no Aeroporto Internacional de Macapá passou a pagar pela vaga no espaço. O preço varia de R$ 5 a R$ 34, dependendo do tempo que o veículo ficar parado. Uma empresa de Uberlândia (MG) ganhou a licitação realizada pela Infraero, para a exploração comercial do estacionamento pelos próximos 10 anos.

Agora, duas cancelas eletrônicas liberam a entrada e saída dos usuários. A área, que antes era aberta, foi delimitada por uma espécie de alambrado e um total de 16 câmeras foram espalhadas no pátio para monitorar os veículos. De acordo com a empresa ganhadora da licitação, a Infraero receberá 30% do faturamento bruto, que está estimado em R$ 23 mil reais.

G1 entrou em contato com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que ficou de enviar informações mais específicas sobre valores nesta terça-feira (10). Veja no fim do texto a tabela de valores por hora.

Quem usa o espaço com frequência reclama dos valores, mas diz esperar que a segurança seja o diferencial.

“Eu viajo bastante e sempre deixo meu carro aqui [no estacionamento]. Agora mesmo eu fiquei fora por quatro dias. Já tenho uma outra viagem a trabalho programada, de uma semana, e terei de deixar aqui. Vai ficar pesado para o meu bolso, mas espero que a segurança compense o custo”, falou um empresário amapaense, que preferiu não se identificar.

A novidade não agradou a todos. Para quem opta em não pagar por uma vaga, a alternativa é parar distante ou em local inapropriado, correndo o risco de receber multa ou até mesmo de ter o veículo guinchado.

“Ficou bastante complicado pra mim. Venho no aeroporto vez ou outra para usar o caixa eletrônico, como hoje, mas fui pega de surpresa com o estacionamento fechado por tela e agora pago. Eu deixei meu carro a uns 200 metros daqui e acho que agora vou em outros pontos para usar o caixa eletrônico”, reclamou a funcionária pública Ester Silva.

O diretor da administradora que venceu a licitação, o empresário Guilherme Barbosa, garante que o usuário terá o veículo resguardado.

“Se for constatado que o veículo foi furtado dentro do estacionamento, vamos confirmar através das câmeras e a empresa se responsabiliza 100%. Temos apólice de seguro, que foi uma das exigências da Infraero, e com certeza o cliente não ficará no prejuízo. O nosso contrato com a Infraero é de repassar 30% do faturamento bruto, que deve ficar em R$ 23 mil, mas esse é um valor variável”, explicou.

Após a inauguração do novo aeroporto de Macapá, o espaço atual será desativado e a empresa assumirá o outro estacionamento. A previsão da Infraero é que isso ocorra em dezembro deste ano, prazo previsto para o término das obras do terminal de passageiros e do estacionamento de veículos.

Formas de pagamento

Segundo informações da empresa Stopark, vencedora da concessão do estacionamento do aeroporto de Macapá, o pagamento deve ser realizado pelo usuário na saída do local, onde tem uma guarita para cobrança.

Existem também planos para pagamento mensal. Por exemplo, funcionários diretos da Infraero podem pagar R$ 24 por mês. Já para os trabalhadores terceirizados, o valor sobe para R$ 80. Usuários que viajam constantemente e queiram fazer um pacote mensal, também podem.

Valores por hora

  • Até 10 minutos – usuário é isento de pagamento
  • Após 10 minutos até uma hora – R$ 5 por hora
  • Mais de uma hora de permanência até cinco horas – R$ 2 por hora
  • Acima de cinco horas até 18h de permanência – R$ 1,50 por hora
  • Diária (24h): R$ 34
Fonte: G1