Dezoito poemas bordados e pinturas nas paredes são expostos na Galeria Afonso Ligório da Casa da Cultura Ivan Marrocos. Os poemas que dão cor ao tule são de autoria própria e estão na exposição interativa que vai até o dia 20 de novembro.

Luciano Pinheiro é artista há 25 anos. No trabalho apresentado na Casa da Cultura dedicou o ano 2016 para montá-lo, mas os poemas foram criados ao longo da sua carreira artística. Os poemas vinham da inspiração de sua vida e da sua religião. Até chegar nesse conceito de arte, ele expôs alguns trabalhos na Universidade Federal de Rondônia (Unir).

exposicao-casa-de-cultura-ivam-marrocos-11_11_2016-margot-paiva

Ainda na Unir, expôs nas árvores, depois usou círculos, onde as pessoas entravam e se envolviam com o seu trabalho. Daí Luciano percebeu que era esse o seu trabalho de conclusão de curso. Com uma agulha e linhas de diversas cores ele foi montando ao longo do ano seu TCC.

Segundo Luciano, ele sempre pensou em trabalhar com poema, pois esse trabalho exposto tem os mesmos conceitos que a pintura.

Para ele, as linhas que dão cor ao tule uma hora reta outrora se ondulando faz parte do conceito artístico que o Luciano quis deixar para ficar parecido com as ondulações dos pincéis.

Seu trabalho ainda será avaliado pela universidade no final de dezembro, com a Curadoria de André Rigatti, e orientador Edson Arcanjo, seu trabalho leva arte e conhecimento para a população de Porto Velho.

Fonte: Assessoria