Uma rede de drenagem de águas pluviais entupiu e causou uma erosão na Praia da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, nesta segunda-feira (12). A prefeitura afirma que a caixa de escoamento não é de esgoto, e não há riscos de contaminação.

O entupimento da rede formou um lago de água parada e lixo no meio da praia, nas proximidades do clube do remo. Segundo a prefeitura da capital, a caixa acabou obstruida por conta da subida do nível do Rio Negro.

Uma visita técnica foi realizada no local por servidores do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), durante a tarde.

Segundo o diretor-presidente do Implurb, Cláudio Guenka, banhistas não precisam se preocupar com contaminação. “. São águas das chuvas e não há ligação nenhuma com esgoto. Temos duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) no parque, mas localizadas em outros prontos”, disse.

A Seminf iniciou a retirada da água parada e a limpeza manual do trecho de areia, segundo o subsecretário de Serviços Básicos, Antônio Peixoto. “Vamos manter o monitoramento da área, com ações paliativas. Quando o rio secar será possível ver mais a fundo o estado da tubulação e aí sim daremos a solução adequada”, afirmou.

A prefeitura informou que deve realizar também o reaterro do trecho para evitar novos acúmulos de água.

Uma sindicância vai ser aberta pela prefeitura para averiguar as causas do problema. O prazo para que sejam indicadas as causas do problema é de quinte a vinte dias. A praia segue liberada para banho.

Fonte: G1