Uma nova campanha contra a febre aftosa no Amapá pretende imunizar 334 mil animais, entre bovinos e bubalinos. A vacinação inicia nesta sexta-feira (15) e a meta é alcançar cerca de 98% do rebanho de todo o estado.

Segundo a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diago), o estado segue com o status de “médio risco” sobre a doença, mas após a campanha o esperado é obter certificado de “área livre de aftosa”. Em 2016, o Amapá alcançou cerca de 95,6% de número total de animais cadastrados.

O objetivo é acompanhar o cumprimento de condicionantes necessárias para garantir a mudança do status, que permitirá ao Amapá e ao Brasil, o reconhecimento internacional da qualidade de carne bovina e bubalina brasileira. Além do estado, apenas o Amazonas não está livre da doença.

Após o período da campanha, os pecuaristas terão até o dia 25 de novembro para informar a agência sobre a quantidade de animais vacinados, divididos por sexo e faixa etária, e também apresentar nota fiscal das vacinas compradas.

De acordo com o diretor da Diagro, José Renato Ribeiro, os dados são importantes para atualização cadastral do rebanho do estado e também para a emissão da declaração de vacina. Com este processo concluído, o Amapá poderá voltar a exportar carne.

“Sem essa atualização, as informações cadastrais que o produtor passa para nós, ele tem dificuldade de manejar animais para venda, abate e recria. Então trava o mercado se não houve o controle dessas informações”, explicou.

Fonte: G1