Festival reúne mais de mil pessoas e quer resgatar cultura da tribo Puyanawa no interior do Acre

Mais de mil pessoas estão reunidas em Mâncio Lima, no interior do Acre, para participar da 2ª Edição do festival Atsa Puyanawa, que começa nesta quarta-feira (18) e segue até domingo (22). O evento atrai pessoas de várias partes do Brasil e alguns países América Latina e Europa.

Objetivo é resgatar a cultura e tradição da tribo que há décadas habita a região conhecida como ‘Barão’, na divisa do Brasil com o Peru. O cacique Joel Poyanawa diz que visitantes são bem-vindos à festa.

“Hoje estamos com cerca de 1 mil pessoas entre nativos e visitantes. Nosso objetivo é resgatar a cultura tradicional de nosso povo com os cantos e danças de nossa gente e trabalho espiritual com a ayahuasca. Esperamos dias de muita alegria e diversão junto com nossos visitantes. Teremos muito prazer em dividir nossa cultura”, disse o cacique.

Líder da igreja do Santo Daime em Cruzeiro do Sul, Carlos Augusto Carvalho, destaca a qualidade da festa.

“Esse festival é muito emocionante. Eles são um dos povos mais novos da região e já fazem um grande festival de sua cultura. O primeiro festival foi muito atrativo. Acredito que este ano a festa será melhor. Acho que é um privilégio aos convidados participar das atividades culturais, caminhadas na floresta e atrativos naturais como os banhos nos igarapés da aldeia”, pontua.

Na abertura do festival, houve limpeza de corpo em igarapé para pessoas visitantes, pinturas nas pessoas, apresentações de danças e músicas. No segundo dia terá caminhada em trilha dentro da aldeia com cantoria e dança.

Fonte: G1