Após chuvas, igarapé transborda e enxurrada atinge 100 casas de bairro em Rio Branco

Os moradores do bairro Hélio Melo, em Rio Branco, viveram momentos de tensão após o Igarapé Batista transbordar devido à forte chuva registrada na capital acreana no sábado (12). Conforme o Corpo de Bombeiros a cheia súbita do manancial causou uma enxurrada e atingiu diretamente ao menos 100 casas e 500 pessoas.

Várias ruas do bairro foram tomadas pelas águas incluindo as ruas Milton Campos, Santa Rosa, Padre Cícero, Botafogo e Feijó.

O coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, coronel George Santos, relatou que teve uma quantidade muito grande de chuva nas últimas 24 horas na capital, o que acabou causando a elevação dos igarapés Batista e São Francisco e por isso houve o transbordamento.

“O Igarapé Batista já estava com uma elevação mais rápida desde a chuva registrada na última quarta (9) quando choveu 89 milímetros. A enxurrada é um processo rápido, pois sobe muito rápido, mas a água desce horas depois, diferente de uma cheia do Rio Acre, pois o igarapé é um curso de menor porte”, explicou.

O coronel falou ainda que há uma ocupação de várias casas às margens do igarapé o que acaba deixando as famílias vulneráveis a esse tipo de ocorrência. As famílias atingidas saíram para casas de parentes.

“Infelizmente as famílias ficam com um risco maior quando ocorrem esses eventos extremos de chuvas, pois a água invade as casas muito mais rapidamente. Como muitas famílias já convivem com esse processo algumas acabam elevando os utensílios domésticos e saem de casa para ficar com parentes”, relata.

Neste domingo (13) uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local para fazer uma vistoria nas residências. O major Cláudio Falcão disse que dos 15 municípios que são monitorados in loco foram registradas chuvas em 12.

“Não monitoramos in loco alguns municípios do interior e fazemos a leitura dos dados por satélite. Assim, com os dados de satélite, podemos concluir que choveu em 18 cidades acreanas, ao todo”, afirma.

Fonte: G1