Mais de 400 quilos de carne animal silvestre são apreendidos e tartaruga viva é resgatada em Macapá

O Batalhão Ambiental do Amapá apreendeu na manhã desta segunda-feira (29) mais de 400 quilos de carne de animal silvestre e uma tartaruga de água doce viva, durante fiscalização no Canal do Jandiá, no bairro Cidade Nova, Zona Leste de Macapá. De acordo com a polícia, essa foi a maior captura do tipo no período de um ano.

A tartaruga, com cerca de 60 centímetros de cumprimento e 40 quilos, foi encontrada junto com as carnes de jacarés, capivaras, tatus e cutias, que estavam acondicionadas dentro de cubas de isopor, em uma embarcação.

O dono do barco alegou que estava apenas fazendo o transporte da mercadoria e não sabia que se tratava de produto ilegal, já que não podia violar as cubas. Ninguém se apresentou como responsável pela mercadoria, afirmou o Batalhão Ambiental.

De acordo com o tenente Marcelo Otoni, comandante da operação, a polícia suspeita que o animal e a carne são originárias da região do arquipélago do Bailique, a 180 quilômetros de Macapá.

“Ela [a tartaruga] é um animal típico da região amazônica. Como essa embarcação estava vindo do Bailique, ela provavelmente deve ser da Reserva Biológica do Parazinho, que é uma área onde sempre ocorre fiscalização para coibir esse tipo de ação predatória”, disse o tenente.

O material apreendido foi levado para a sede do Batalhão Ambiental do município de Santana. A tartaruga será solta na natureza na -feira (30), por uma embarcação da Companhia Fluvial.

Fonte: G1