Cineclube de Arte apresenta obra inédita de diretor amazonense neste sábado (9) em Manaus

O programa Cineclube de Arte apresentará neste sábado (9) a obra inédita de Jimmy Christian, “Opala Conexão Amazônia”, dentro da mostra de cineastas amazonenses. A exibição do longa-metragem será realizada às 18h no Cine Teatro Guarany, na Avenida Sete de Setembro, anexo ao Centro Cultural Palácio Rio Negro, no Centro de Manaus. A classificação indicada é de 16 anos e a entrada é gratuita.

Engajado no cinema autoral, o diretor e repórter fotográfico Jimmy Christian, aproveitou uma antiga paixão por carros e produziu seu primeiro filme em uma viagem que fez a Brasília para buscar um Opala que havia comprado pela internet.

“Sempre fui fã do carro, desde os anos 80, quando saí para curtir no Opala preto do pai de um amigo meu. Foi amor à primeira vista. Com o passar dos anos, a vontade de ter um foi ficando cada vez mais forte. Então, em 2016, no mercado de vendas na internet, encontrei um Opala sedã vermelho, de 1975”, relatou.

Inspirado no clássico “Sem Destino”, do diretor Dennis Hoper, Jimmy escreveu um roteiro de um “Road Movie”, gênero de filme que se desenrola durante uma viagem. Reuniu a mulher, o filho e um amigo e resolveram ir buscar o carro no Distrito Federal. A viagem de volta, já com o Opala, foi percorrida pela BR Brasília-Belém e Belém-Manaus, totalizando uma distância de 3.800 quilômetros.

Por falta de recursos, o longa demorou dois anos para ser editado. Porém, Jimmy descobriu um aplicativo de edição de vídeos e, no celular, conseguiu concluir a montagem. “O incrível é que eu achava que não tinha o filme, mas, quando fui conferir as imagens, vi que tinha feito a coisa certa”, conta.

A sinopse

O repórter fotográfico Jean Mola (Jimmy Christian), desempregado e endividado, resolve levantar recursos financeiros unindo o útil ao agradável: trazer um Opala 1975 de Brasília para Manaus, realizar uma matéria jornalística e quitar suas dívidas. No caminho, encontra seu parceiro de viagem, “Diabo Loiro” (Evandro Menezes), paraibano que perdeu um olho em manifestações.

Cansado da política, Diabo Loiro embarca com Jean Mola em uma aventura, rasgando as estradas do Brasil, passando pelos estados de Goiás, Tocantins, Maranhão, Pará e Amazonas. Também compõem o elenco os artistas Erivan Maquiné, Villy Gouveia, Christian Bellotto e Marco Antonio Sampaio Esteves.

Fonte: G1