Com o prazo encerrado em 15 de agosto para quitação de débitos sem juros, os contribuintes do Amapá pagaram até a segunda-feira (20) o valor R$ 49,57 milhões em cotas do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) exercício 2018. Os débitos também incluem o seguro obrigatório, licenciamento e multas de trânsito (caso apresente).

Donos de veículos que ainda não se regularizaram nesse ano, tem até 31 de agosto para realizar o processo de quitação e emissão do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV). A expectativa é de que até o fim do ano sejam superados os R$ 67.407.143,61 arrecadados nos 12 meses anteriores.

“Quem tiver em débito de IPVA, taxa de licenciamento, seguro obrigatório, multa de trânsito, não vai conseguir licenciar o veículo. Com isso, o veículo estará sujeito a apreensão nas blitzes pelas ruas e rodovias”, alerta o coordenador de arrecadação da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Gilson Carlos Rodrigues.

Esse ano o IPVA pode ser parcelado em até 6 vezes. Quem perdeu o prazo e não pagou nenhuma parcela, deve realizar o pagamento de IPVA em cota única, com juros de 1% ao mês e multa de 0,33% ao dia, de acordo com o vencimento de cada parcela em atraso.

As fiscalizações iniciam em 3 de setembro de 2018. Veículos flagrados com documentos atrasados poderão ser recolhidos ao pátio do Departamento de Trânsito do Amapá (Detran).

Os boletos podem ser acessados e impressos nos sites do Detran (detran.ap.gov.br) e da Sefaz (sefaz.ap.gov.br). Para emitir é necessário informar o número da placa e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do veículo.

Fonte: G1