O consumo de energia requerida pelo Sistema Manaus apresentou redução de 7% nos cinco primeiros meses de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado. A queda foi registrada pela Eletrobras Distribuição Amazonas. A concessionária atribuiu a diminuição do consumo à crise econômica do país e ao impacto no Polo Industrial de Manaus (PIM).

De acordo com levantamento feito pela concessionária, de janeiro a maio de 2017 a energia requerida pelo Sistema Manaus caiu 7%, quando comparada com os cinco primeiros meses de 2016.

A perspectiva é de redução do consumo na classe industrial e aumento da participação da classe residencial chegando a mais de 40,0% até o final de 2017.

“Um fato que se torna relevante em função da crise econômica é a mudança da participação das classes dentro do consumo da Eletrobras Distribuição Amazonas”, cita nota da concessionária.

Segundo a Eletrobras, nos quatro primeiros meses o segmento residencial concentra a maior parte do consumo de energia elétrica no estado. Os consumidores residenciais detêm 39% da demanda de energia.

A participação do consumo industrial fica em segundo lugar no ranking de consumidores, com 22%. O comércio aparece em terceiro lugar com 24%, seguido da área rural (3%), do poder público (11%) e outros (1%).

A Eletrobras informou que a previsão é que no segundo semestre de 2017, devido às perspectivas de melhora na economia e na elevação das temperaturas, parte da redução do primeiro semestre seja recuperada.

Mesmo com queda no consumo de energia, o desperdício de energia ainda ocorre em época de calor intenso em Manaus. O aparelho de ar-condicionado é considerado o vilão do consumo no período do chamado “Verão Amazônico”. A Eletrobras orientou consumidores a evitar desperdícios no consumo de energia.

“É importante realizar o uso consciente do ar-condicionado, não deixando ligado quando não estiver no ambiente, quando o mesmo estiver ligado mantendo as portas e janelas fechadas. Em caso de novas instalações, é importante instalar o aparelho em local alto, sem obstáculo para ventilação, assim como protegido do sol. Caso seja necessário, orienta-se realizar as manutenções necessárias. Filtros sujos e vazamento de gás também levam a um maior consumo de energia”, orientou a concessionária.

Fonte: G1