O jornalista Euro Tourinho morreu na noite desta segunda-feira (25) aos 97 anos no Hospital 9 de Julho, onde estava internado após ter problemas respiratórios.

 

 

 

 

 

 

 

 

Nascido no dia 17 de janeiro de 1922, em Corumbá, no Estado do Mato Grosso, o jornalista Euro Tourinho sempre carregou consigo o amor pelo jornalismo. Foram mais de 63 anos dedicados a comunicação. Tourinho chegou em Rondônia em 1932, com 10 anos de idade, na companhia de seu pai, Homero de Castro.

A vinda de Euro Tourinho para a região se deu porque seu pai, que era fiscal de tributos da receita do Estado do Mato Grosso, foi enviado para trabalhar no antigo município de Santo Antônio, que era localizado no extremo norte do MT.

Tourinho, viajou de navio durante quatro meses até Manaus e trabalhou em seringal. Um dos momentos marcantes na vida do jornalista foi a entrega de um jornal para o ex-presidente Juscelino Kubistchek, que veio para Rondônia, no município de Vilhena, onde participou da derrubada de uma árvore, que autorizava a construção da BR-364, na época conhecida como BR-29.

No jornal Alto Madeira, fundado em 1917, Euro Tourinho iniciou como repórter no ano de 1950 e anos depois passou a editar e comandar o mais antigo jornal rondoniense. Ele assinava a coluna “Eurly Tourinho”, em homenagem sua filha.

Euro Tourinho também fez parte do processo de construção da Catedral da capital e do Colégio Dom Bosco, onde ele estudou. “Eu ajudei a carregar tijolos para a construção a igreja e do colégio”, relembrou o jornalista.

FONTE: RONDONIAGORA.COM