Porto Velho – Como tem de ser o jurista pós-moderno ? “Tem de ser do bem e antenado e deve pensar na inclusão social, no humanismo e acima de tudo, no ser humano”. Quem vai responder é o desembargador do Trabalho, James Magno Araújo Farias,desembargador do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão, que fará a palestra de abertura do I Congresso Rondoniense de Carreiras Jurídicas. Ele vai falar sobre “O Jurista na Pós-Modernidade”. O evento vai ser realizado na terça-feira, 29, e quarta-feira 30, deste mês de novembro, no Teatro Palácio das Artes, em Porto Velho.

Nas palestras que profere o desembargador James Magno costuma fazer uma contextualização sobre o conceito histórico a respeito da pós-modernidade, destacar os avanços tecnológicos a partir do período pós-guerra mundial bem como o comportamento de três gerações etárias de juristas no Brasil.

Os organizadores do I Congresso Rondoniense de Carreiras Jurídicas pretendem reunir no evento um público de 1.000 pessoas, entre advogados, profissionais de carreiras jurídicas e estudantes de Direito. As inscrições para para o evento são feitas pela inernet na página do TCE – Tribunal de Contas do Estado de Rondônia.
Com o tema “O Direito em Tempos de Crise”, o Congresso terá 4 paineis de debates. No primeiro Painel o tema em debate será “Colaboração ou Delação Premiada”, com mediação do professor Julio Ugaldi. Serão debatedores Breno Mendes (OAB), Bernardo Guidali (Polícia Federal), e Dimas da Costa Braga (Justiça Federal). No segundo Painel o tema em debate será “Judicialização da Saúde”, com mediação de Pedro … (Faculdade Católica). Os debatedores seão Sérgio Muniz (Defensoria Pública Estadual), Edenir Rosa (Juiz Estadual), e Cássio Bruno (Procuradoria Geral do Estado).

Nos outros dois Paines do Congresso os temas em debate são: “Crise e Direito do Trabalho”, Painel 3, com mediação de Maurício …(Advocacia Geral da União), Luzinália Moraes (Tribunal Regional do Trabalho), Cirlene Zimmermann (Procuradora do Trabalo) e Elton Fulber (OAB). E, “Conflitos Agrários”, Painel 4, com mediação do professor Marcos Teixeira (UNIR), e debates de Raphael Belivacqua (Ministério Público Federal), Priscila Matzenbacher (MP Estadual) , João Verde França Pereira (Defensoria Estadual) e Mario Jorge Pinto Sobrinho (Polícia Civil).


Fonte: Ascom-MPT/RO-AC