Alunos da Escola Estadual Raimundo Vera Cruz, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, estão sem aulas desde junho deste ano, quando o prédio entrou em reforma. Pais e estudantes estão preocupados com o reflexo disso no aprendizado dos estudantes.

O planejamento inicial das obras era de que os trabalhos fossem concentrados nas salas para que em setembro fosse possível retornar as atividades do ano letivo dos mais de 800 alunos, mas não foi o que ocorreu. Por conta do problema, o diretor solicitou à Secretaria de Educação (Seduc) que os alunos fossem remanejados para outra unidade.

Nesta terça-feira (26), estudantes foram à Escola Estadual Goçalves Dias, onde eles estudariam até o final das obras, mas, novamente, nada de aulas. “Falaram que nós não íamos entrar, porque não éramos da escola. A gente veio embora”, diz o estudante Ezequiel Reis.

A dona de casa Marinelma da Silva está preocupada com a situação das filhas quase quatro meses sem aulas. “Os nossos filhos estão sendo prejudicados. Nós não sabemos até quando vai ser esticado o calendário. Ainda nem fizeram toda a primeira avaliação”, diz.

A estudante Ana Paula Oliveira está no último ano do Ensino Médio e, sem aula, vai ficar complicado fazer as provas do Enem este ano. “Estamos quase no final do ano e muitos alunos que vão fazer o Enem não têm nem assunto”, lamenta.

Protesto

Indignados, os pais resolveram protestar nesta terça-feira, na BR-316. Nesta quarta-feira um representante da Seduc foi até a escola conversar com os estudantes e garantiu a eles que as aulas serão retomadas na semana que vem, no Centro Educacional Trindade, também em Ananindeua.

Fonte: G1