Servidores da enfermagem protestam nesta sexta-feira (29) em frente ao Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista, para cobrar melhores condições salariais e de trabalho.

De acordo com Melquisedek Menezes, presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Roraima (Sindprer), a mobilização começou às 7h e vai durar durante toda a manhã.

O protesto, conforme o sindicato, cobra o pagamento de progressões, auxílio-alimentação para os mais de 2.500 profissionais da enfermagem do estado, além de medicamentos e materiais para as unidades de saúde.

“Estamos mostrando para a sociedade como a saúde do estado está. Falta medicamento, material. Os profissionais querem atender a população com dignidade, mas não há nem o básico. Quando a gente cobra, ainda é perseguido e sofre assédio moral por parte dos chefes”, declarou.

Segundo o sindicato, os servidores não estão abandonando os postos de trabalho nesta sexta, mas apenas vão ao protesto, assinam abaixo-assinado e retornam ao serviço. Um assembleia será feita no próximo mês para definir se a categoria fará greve ou paralisação para cobrar as reivindicações.

“O governo tem que nos ouvir e dá condições legais para a categoria. Só nesse ano, a Saúde recebeu mais de R$ 800 milhões e queremos saber onde está esse dinheiro, já que desde 2004 os salários da cateoria são exatamente os mesmos e também falta de tudo nas unidades de saúde”.

G1 fez contato com a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) questionando acerca das reivindicações da categoria e aguarda resposta.

Fonte: G1