A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) informou durante o Jornal do Acre desta quinta-feira (29) que, em menos de uma semana, 26 ocorrências de queimadas foram registradas em Rio Branco. Com isso, o órgão deve intensificar as ações de fiscalização e punições em relação às queimadas.

Em todo o estado, o número de focos de queimada aumentou 280% em junho, isso em comparação ao mês de maio. Foram 38 focos contra os 10 registrados no mês anterior.

“Nós recebemos denúncias diretamente do Ciosp. Nós vamos lá no local, fazemos a identificação das áreas. Desde segunda-feira [26], tivemos 26 visitas, 18 autuações e estamos abrindo procedimentos para apurar, identificar quem são os responsáveis e, assim, sendo autuados os autores desses processos”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Aberson Carvalho.

Um planejamento estratégico de enfrentamentos às queimadas foi colocado em prática e os fiscais estão nas ruas todos os dias. As denúncias podem ser feitas na própria secretaria ou pelo 190, no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

“Como a lei proíbe queimar, não tem a política da advertência. A não ser uma coisa de pequeno porte, num fundo de quintal, algo que não tenha impacto inicial. Mas, em uma proporção mais ampliada, nós não temos como orientar e sim fazer a obrigação da lei. É proibido queimar, não podemos queimar e, com isso, a Semeia vai ter que fazer o seu papel, ou seja, multar aqueles que estão queimando”, adverte o secretário.

Fonte: G1