A Operação “Verão Seguro 2017” foi iniciada nesta quinta-feira (29) e se estende até o dia 31 de julho, em balneários do Pará. A ação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) deve mobilizar cerca de seis mil agentes de segurança, a fim de prevenir a criminalidade em Belém e nas localidades que recebem grandes fluxos de veranistas.

Segundo a Segup, a operação traz novidades como a Delegacia-Móvel de Trânsito, posicionamento de placas com tábuas de marés, campanha educativa com carros acidentados.

Além disso a tecnologia de transmissão online de imagens feitas pelas aeronaves e a fiscalização com tecnologia de Reconhecimento Óptico de Caracteres (OCR), para checar se os veículos estão licenciados, clonados, se possuem impedimento judicial ou com dívidas em financiamentos.

Nos rios e em sobrevoos, a Segup conta com apoio dos Grupamentos Fluvial e Aéreo de Segurança Pública. Já para o monitoramento de ocorrências, o apoio é do Centro Integrado de Operações (Ciop).

Outras instituições se integram à operação, entre elas a Guarda Municipal, a Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Superintendência de Patrimônio da União (SPU) e o Instituto de Metrologia do Pará (Imetro).

Conscientização

Lançada na última sexta-feira (23), a campanha “Todos pela Vida, faça a sua parte” vai continuar tentando chamar a atenção da população, com veículos envolvidos em acidentes suspensos em pontos estratégicos. O foco é a prevenção do uso do aparelho celular no trânsito.

Em Salinópolis, na região do Salgado, dois contêineres da Delegacia Móvel vão receber as ocorrências de trânsito. Cerca de 600 bandeirolas serão distribuídas em dois quilômetros de extensão da praia do Atalaia. Nos horários de maré cheia, será proibida a circulação de veículos na praia e duas antes, será impedida a entrada dos carros.

Detentos custodiados da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) confeccionaram as bandeirolas. Outros, do Projeto Conquistando a Liberdade, também realizam ações de conscientização ambiental na ilha de Mosqueiro, com distribuição de sacolas biodegradáveis de lixo.

Efetivos

A Operação conta com reforço da Polícia Militar com 2.488, em regime de jornadas extraordinárias, no policiamento em balneários, distritos de Icoaraci, Outeiro, Mosqueiro e Cotijuba, além de Belém.

Já na Polícia Civil, são mobilizados 860 servidores, com reforço de 172 policiais civis, para combate à poluição sonora e perturbação do sossego público, fiscalização de estabelecimentos e coibir a venda de bebidas alcóolicas para crianças e adolescentes. As ações também visam combater o tráfico e uso ilícito de drogas; além dos crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente.

O trabalho do Departamento de Trânsito (Detran) terá um total de 150 agentes de fiscalização e 44 de educação de trânsito, atuando em escalas de serviço 24h, nos municípios de Abaetetuba, Alenquer, Altamira, Barcarena, Bragança, Conceição do Araguaia, Marapanim, Salinópolis, Tucuruí, Marabá e nos distritos de Mosqueiro, Outeiro e Marudá. Serão disponibilizadas 58 viaturas, sendo 31 motocicletas.

O Corpo de Bombeiros Militar atuará com efetivo de 878, sendo 662 no serviço de proteção balneária, 65 socorristas nas estradas, 65 condutores de viaturas e 86 condutores de embarcações.

Já o Centro de Perícias “Renato Chaves” recebem reforço nos municípios e distritos com maior fluxo de veranistas, com equipes formadas por um perito criminal, um médico legista, um auxiliar técnico de perícia e um motorista. Em Salinópolis, a base fixa do Centro está apta a realizar perícias do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: G1