A psicóloga Laura Pontes, que mora em Tarauacá há quatro anos, registrou na semana passada o lixo deixado por banhistas das tradicionais praias de água doce da cidade. A moradora pede conscientização para que os visitantes recolham as garrafas, latinhas e restos de comida consumidas.

As praias do município surgem, segundo Laura, entre os meses de junho e agosto, durante o período mais seco do Rio Tarauacá. Por isso, a região atrai pessoas de várias outras cidades do estado e de outros locais. O Festival de Verão deste ano ocorre nos dias 25, 26 e 27 de agosto.

“Sempre que frequento presencio o lixo, existem cacos de vidro no chão, garrafas, plástico. A poluição não ocorre apenas em uma praia. Na beira do rio toda é possível encontrar. A prefeitura faz o dever dela, mas as pessoas não têm a conscientização de preservar. Temos que zelar”, diz.

A prefeita Marilete Vitorino explica que a administração, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, iniciou um trabalho de distribuição de mais sacos de lixo para os comerciantes e banhistas. Além disso, a gestora ressalta que, diariamente, equipes da limpeza urbana atuam nas praias da cidade.

“Estamos fazendo um projeto aos finais de semana distribuindo os sacos e conversando com a população. É uma questão de costume, temos que ir conversando e conscientização. É necessário cada um tomar conta porque é uma coisa pública. Estamos trabalhando nesse sentido”, finaliza.

Fonte: G1