A Faculdade União Educacional do Norte (Uninorte), em Rio Branco, foi reconhecida como centro universitário pelo Ministério da Educação (MEC). A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 19.

Com a mudança, a antiga faculdade ganha autonomia para criar mais cursos, abrir novos campus em cidades do interior do estado e quer aumentar o número de cursos à distância. Outra mudança importante é que agora vai passar a registrar os próprios diplomas. Antes da publicação, a instituição dependia da Universidade Federal do Acre (Ufac) para isso.

“Dentro das modalidades de ensino superior existem três modalidades: primeiro é a faculdade, depois o centro universitário e depois a universidade. Antigamente era a faculdade, agora vai chamar centro universitário. É uma conquista”, explicou a diretora acadêmica do centro universitário, Vanessa Igami.

Para obter o título, a instituição precisou cumprir alguns critérios determinados pelo MEC. Segundo a diretora, a instituição passou por avaliações da qualidade do ensino oferecido, da infraestrutura, do corpo docente, acervo bibliográfico, biblioteca, entre outros. Atualmente, a Uninorte oferece mais de 20 cursos em diversas áreas do conhecimento.

“Tudo que viabiliza e melhora a vida dos acadêmicos é colocado em prova. Temos que comprovar nossa qualidade de condições de trabalho através da estrutura física, da biblioteca, acervo bibliográfico e infraestrutura, não só os prédios, mas tudo que a gente oferece para o cumprimento das disciplinas práticas”, afirmou.

A diretora disse que ainda não é possível dizer quantos novos cursos devem ser oferecidos, mas garantiu que há planos de trazer novidades na área da gestão, saúde e da engenharia. A avaliação do MEC para escolha dos centros universitários ocorre a cada quatro anos.

“A primeira expansão que teremos agora é no ensino à distância. Para 2019 já podem esperar um leque de novos cursos a serem ofertados. Estamos prestes a completar 16 anos e é um presente para o Estado do Acre. É uma instituição que contribui com o desenvolvimento através da geração de emprego, pagamento de impostos e na transformação da vida das pessoas”, comemorou.

Fonte: G1