Assim que a medida entrar em vigor, os municípios devem permanecer na nova classificação de 15 a 29 de julho

Fonte: Assessoria – Em Geral

Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (13), o Governo de Rondônia anunciou que as novas classificações dos municípios nas fases do Plano Todos Por Rondônia serão feitas ainda hoje e já passam a vigorar a partir de quarta-feira (15), ampliando a abertura das atividades econômicas.

As novas classificações dos 52 municípios serão feitas através de portaria que deve ser publicada nesta segunda-feira (13), considerando a alteração feita pelo decreto publicado na última sexta-feira (10).

O decreto alterou o critério da taxa de casos confirmados, que inclui óbitos e recuperados, pessoas que não ameaçavam demanda futura de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por taxa de crescimento de casos ativos, esses sim sinalizam demanda por leitos de UTI; e manteve o critério de taxa de ocupação de leitos de UTI.

Desta forma, para um município avançar em fases de maior ampliação de atividades econômicas, a taxa de crescimento de casos ativos e de leitos de UTI não podem alcançar índices que ameacem colapso na saúde. Com a mudança na matriz de reclassificação, a sinalização é de que os municípios entrem em fases com maior permissão de atividades econômicas.

Porto Velho, por exemplo, apresenta uma expectativa de avançar para a fase 3, a de abertura comercial seletiva. Nesta fase, são permitidas todas as atividades econômicas, exceto casas de show, bares e boates, eventos com mais de dez pessoas, cinemas e teatros, balneários e clubes recreativos, cursos e afins para pessoas com menos de 18 anos, cursos profissionalizantes e capacitações em instituições públicas, cursos e afins com mais de 10 pessoas.

A nova forma de classificar também faz um reconhecimento aos municípios que tem se esforçado para elevar o número de pacientes recuperados da Covid-19. ”Aqueles que estão detectando os casos precocemente, iniciando a terapêutica precocemente, vão ter maior número de curados, e portanto menor número de casos ativos”, aponta o secretário da Sefin.

Assim que a medida entrar em vigor, os municípios devem permanecer na nova classificação de 15 a 29 de julho, com exceção dos que comprovarem condições para avançarem de fase, esses permanecem no minimo por sete dias na fase classificada.