A Comunidade Julião, uma das seis que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, realiza nos dias 20 e 21 de outubro, o 1º Festival do Sauim-de-Coleira. O evento tem por finalidade chamar a atenção para a importância da conservação da espécie, que na comunidade é símbolo ecológico e dá nome a uma trilha de roteiro turístico.

A comunidade do Julião é conhecida por já ter sido alvo de um trabalho de monitoramento de grupos de sauins-de-coleira, feito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). O festival é uma iniciativa da Associação dos Produtores Rurais do Julião.

secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior. Na comunidade, ainda existem muitos grupos de sauim-de-coleira e a comunidade reconhece o animal como um símbolo da área.

O festival faz alusão à comemoração em torno do dia 20 de outubro, data instituída em homenagem ao sauim-de-coleira e que chama a atenção para o mascote da cidade. Serão dois dias com diversas atividades de cunhos socioeducativo e ambiental.

A programação do festival contará com torneios de futebol (masculino e feminino), minicurso sobre turismo de natureza, barracas com comidas típicas, oficinas de desenho e capoeira, passeio ciclístico e o Cine Pipoca.

A comunidade Julião fica situada na margem direita do Rio Tarumã Mirim e o acesso é por meio de lanchas que saem da Marina do Davi, na Ponta Negra. A Trilha do Sauim, que integra o Roteiro Tukorin, leva dois dias para ser cumprido e vai do Julião até a Colônia Central, outra comunidade da reserva. Durante a trilha, os grupos de sauins-de-coleira são facilmente avistados.

Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília/Divulgação

Fonte: G1