Um aplicativo que está sendo desenvolvido por alunos dos ensinos médio e fundamental do Amapá promete ajudar cães a encontrarem um novo lar. Chamada de “Help Animals”, a ferramenta poderá ser usada para acionar entidades no resgate de animais e como banco de dados para organizações disponibilizarem os cachorros disponíveis para adoção.

A ideia foi apresentada pela primeira vez em dezembro de 2016 na etapa regional do First Lego League (FLL), torneio de robótica organizado pelos Estados Unidos. O aplicativo, criado por alunos da escola do Serviço Industrial Social (Sesi), ficou em terceiro lugar e garantiu uma vaga para a etapa nacional da competição, que escolherá o representante brasileiro na disputa.

A ferramenta será gratuita e deverá ficar disponível para download até o início da primeira quinzena de março, quando ocorrerá a etapa nacional do FLL. Oito alunos e três professores trabalham diretamente no aplicativo para deixá-lo pronto até o torneio.

Quando for concluído, além da disponibilidade de adoção, o usuário também terá dicas de cuidados com os cães em caso de alguma anormalidade, assim como uma listagem de pets shops e veterinários, que poderão conversar com os donos dos cachorros em “chat”. Nesse caso, será necessário apenas o acesso à internet.

A proposta é manter a manutenção do aplicativo a partir da parceria com os pets shops. A disponibilidade dele será inicialmente apenas para celulares com sistema android.

“O aplicativo vai trabalhar nessa relação com os animais. Ele dispõe de dicas de primeiros socorros, contatos de ONGs parceiras tanto para fazer doações quanto para animais perdidos. Temos também contatos de veterinários e uma relação de pets shops”, reforçou o professor de robótica Edgar Isackson.

Fonte: G1