Moradores do bairro Belo Jardim I, em Rio Branco, reclamam da invasão de insetos nas casas da Rua Brasiliano. Eles alegam que o problema começou após órgãos públicos fazerem obras na via. Desde então, os moradores afirmam que a rede de drenagem não dá suporte para o escoamento da água das chuvas.

A população afirma que os problemas foram causados pela prefeitura e pelo Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa). A prefeitura informou ao G1 que a obra foi feita pelo Depasa. Já o departamento, disse que a empresa responsável pela obra abriu falência e não conclui as obras no bairro.

O responsável pela coordenação de Contato Social do Depasa, Nier Pinheiro, disse que vai ser feito um processo licitatório para contratar uma nova empresa para concluir os serviços da rede de esgoto e de pavimentação das ruas do bairro. A empresa vencedora da licitação deve iniciar as obras até maio de 2018.

“A gente implantou, mas não concluiu a rede por conta da empresa anterior que abriu falência. A gente quer, durante este inverno, fazer a licitação da nova empresa. Enquanto isso não ocorrer, a gente não pode fazer intervenção”, afirma Pinheiro.

Residente no bairro há 5 anos, o servidor público Thiago Lima dos Santos, 32 anos, disse que ele e os vizinhos sofrem com o problema há meses, desde quando foram feitas obras na rede de esgoto e terraplanagem na rua.

“Era uma rua de terra, fizeram a rede de esgoto que não tinha, fizeram a terraplanagem, depois passaram uma espécie de óleo e uma areia. Agora toda vez que chove forte isso acontece. O esgoto não consegue dar vasão e com isso os insetos não têm como fugir e invadem os banheiros”, conta Santos.

O morador disse que acreditou que seriam feitas a pavimentação da rua com asfalto ou tijolos. “A poeira misturada com o óleo está entrando nas casas, nos aparelhos, eletrodomésticos, é difícil manter a higiene. A primeira chuva o esgoto não deu vazão e, como ficou entupido com água, os insetos começaram a voltar pelos ralos e invadiram as casas. Questão de 30 a 40 baratas”, afirma.

Santos falou ainda que a água entra no portão da varanda da frente das casas e sempre acontece a invasão de insetos. Além disso, ele também percebeu um aumento significativo na quantidade de moscas e caramujos. “Toda vez que chove fica essa espécie de inundação”, fnaliza.

Fonte: G1