Pais de alunos matriculados em escolas particulares de Rio Branco devem estar atentos para os ajustes nas mensalidades previstos para 2018. Só na capital, o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Acre (Sinepe-AC) prevê aumento entre 4% e 5% no valor da mensalidade a partir de janeiro.

Mesmo com a certeza do aumento, o sindicato ainda não fala em valores. A vice-presidente do Sinepe, Elandia Dantas, disse que o reajuste pode variar de acordo com o investimento que a escola vai fazer para o ano seguinte.

“Tem escola que está fazendo reajuste entre 4% ou 5%. Acho que o ajuste mais alto é de 8%. Não tenho como precisar isso agora, porque ainda não foi fechado, somente quando a presidente chegar. Ainda assim, não existe nenhuma escola com mais de 10% de reajuste. Se houver, é escola que não é sindicalizada”, finaliza.

Ela destaca ainda que cada instituição tem liberdade para fazer o reajuste, desde que a planilha passe pela Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

A estimativa de reajuste para a capital, segundo Dantas, é de que esteja próxima da decidida pela Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep). “Sempre foi aproximada da federação, até porque somos conveniados”, afirma Dantas.

Dantas disse ainda que a presidente do Sinepe, Elizabeth Costa, está em Vitória (ES) em reunião com os representantes de cada estado para discutir a finalização de 2017 e os ajustes para 2018. São temas de discussão: a crise nacional, os níveis de matrícula, a evasão de alunos, lei da oferta e da procura, entre outros.

Fonte: G1